12 dezembro 2012

Vicios

Geralmente conhecemos os vícios como motivos de prazer, alegria e desejo mas atrás disso se esconde algo importante que deve ser levado em consideração, a influência enganosa. As propagandas, comerciais e campanha publicitárias, procuram associar os  hábito de beber e fumar à uma gama positiva de ações, como esporte, aventuras, namoro e tantas outras atividades prazerosas, tornando-os aprazível ao consumo e, ainda o consumo de drogas ilícitas, que aumenta dia após dias.
O vício pode ser entendido como um impulso em busca de satisfação, através de substâncias que atuam no organismo, ao ponto de provocar estados de euforia, autoconfiança, sensações de prazer, etc.
Espiritualmente, os vícios resulsão processos complexos registrados no perispírito, que repercutem de forma física, psíquica e espiritual na vida atual e na vida futura, depois da morte do corpo físico, tanto no espaço intra-vidas, como encarnações posteriores, sendo uma das razões de possíveis doenças cármicas.
No livro "Joana de Angelis Responde", psicografia de Divaldo Franco, capítulo 14, a benfeitora esclarece:
  • "Além das conjunturas meramente psicofisiológicas, merece considerar-se que, em toda dependência viciosa, há sempre uma lancinante força obsessiva, mediante a qual seres pervertidos e viciados que viveram na Terra e se equivocaram, por processo natural de sintonia, imantam-se às criaturas humanas, às vezes sendo a causa do mal, e em circunstâncias outras - o que é mais comum - dependentes também da falsa necessidade de que padece o homem".
Nestes casos, é necessário o tratamento espiritual e realizado juntamente com o  tratamento convencional, acrescentado dos recursos do passe magnético, da água fluidificada e da desobsessão.
A respeito do assunto, André Luiz afirma no livro "No Mundo Maior" que:
  • "A medicina inventará mil modos de auxiliar o corpo atingido em seu equilíbrio interno; por essa tarefa edificante, ela nos merecerá sempre sincera admiração e amor, entretanto, cumpre a nós outros praticar a medicina da alma, que ampare o espírito enleado nas sombras".
Entretanto, devemos nos atentar aos vícios morais. O ciúme, a inveja, a vaidade, a cupidez, o personalismo, a luxúria, a ira, a maledicência são, em última instância, conseqüência de nosso orgulho e egoísmo. Juntos formam os principais vívios e chagas da sociedade, que somente podem ser vencidas se os valores morais, sobrepuserem aos interesses materiais. 
Questionados por Allan Kardec sobre o maior obstáculo ao progresso, os Espíritos Superiores foram extremamente claros e direto:
  • "o orgulho e o egoísmo" (questão 785 de'O Livro dos Espíritos).
  • "no fundo de todos há egoísmo (...) Daí deriva todo mal" (questão 913 de O Livro dos Espíritos).


Um comentário:

Selma Nascimento disse...

Passando para desejar a vc e aos seus seguidores Um Feliz Yule

Que no ano de 2013 vc me visite mais vezes.

http://3fasesdalua.blogspot.com

bjs

Selma

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...