14 setembro 2012

Espiritismo: Comunicação e Internet

por Eloy R. Antunes

Segundo Divaldo Pereira Franco, o Espiritismo tem por missão fundamental, entre os homens, a reforma interior de cada um, fornecendo explicações ao porquê dos destinos, razão pela qual muitos conceitos usuais são por ele restaurados ou corrigidos, para que se faça luz nas consciências e consolo nos corações. Assim como o Cristo não veio destruir a Lei, porém cumpri-la, a Doutrina Espírita não veio desdizer os ensinos do Senhor, mas desenvolvê-los, completá-los e explicá-los “em termos claros e para toda a gente, quando foram ditos sob formas alegóricas.”
 
Tomando-se por base esta afirmação, se é missão do Espiritismo, desenvolver, completar e explicar para todos em termos claros os Esninos do Senhor, é necessário à Doutrina Espírita, atualizar-se, absorver as novas comprovações científicas, que venham dar enfase e explicar de forma metódica tais Esinamentos.
A evolução acontece através de experiências, de relacionamentos, troca de idéias e não pode ficar à margem de meios  eficazes para que essas informações sejam divulgadas. 
Atualmente a divulgação da Doutrina Espírita é extremamente importante. É necessário que ela saia do interior das Casas Espíritas, para que atinja seus objetivos. Sendo assim, cada um de nós pode contribuir, difundindo a mensagem espírita e contribuindo para que ela seja levada, a um maior número possivel de encarnados, chamando-os para um grau de consciência que os proporcionem alcançar horizontes mais distantes ao seus atuais conhecimentos.
Este pensamento nos leva à pergunta: Como divulgar a Doutrina Espírita? Ora, nos dias atuais, existe somente um jeito, através da comunicação, que é, sem nenhuma dúvida, a dinâmica necessária para o desenvolvimento e a evolução da humanidade.
A comunicação é a primeira das atividades humanas a se desenvolver e evoluir, numa velocidade muito mais rápida do que todas as outras. Desde o princípio, o homem buscou formas eficazes para se comunicar e sua necessidade de comunicação, levou-o a descobrir meios cada vez mais rápidos. No passado, a comunicação se fazia através dos mensageiros, que corriam de um lado a outro, levando notícias, cartas, comunicados, depois domesticou e passou a usar o cavalo para tornar a comunicação mais rápida, com o tempo inventou o sinal de fumaça e rapidamente surgiu o som dos tambores, evoluindo constantemente, chegando à utilização das mais variadas formas de transporte de informações, trens, carros e outros, até surgirem o telégrafo, telefone, radios e televisão, que passaram a se utilizar sinais eletromagnéticos e tornaram a divulgação de informações extremamente rápidas.
Graças a homem com elevado tino para descobertas isso se tornou possível, Alexandre Graham Bell, Roberto Landel de Mora, Samuel Morse, Roberto Landell de Moura, Guglielmo Marconi e outros.
Destaco entre eles, Padre Roberto Landell de Moura, nascido em Porto Alegre, RS, no ano de 1861, A grande maioria das pessoas não sabe quem foi ele e cito-o para exemplificar e justificar o quanto é importante a divulgação de informações, sejam elas verdadeiras ou não, justas ou não.
Aprendemos que Guglielmo Marconi foi o inventor do rádio, mas muito poucos sabem que foi Padre Landell o primeiro a transmitir sons e a voz humana sem o auxílio de fios, ou seja, através de sinais eletromagnéticos modulados, a base de funcionamento do rádio comunicador, à Marconi cabe a descoberta do rádiotelégrafo.
Quando falamos em Efeito Kirlian, logo pensamos nos russos Semyon e Valentina Kirlian, pois a história registrou-os com os descobridores da fotografia da aura dos corpos animados, mas na verdade foi Landell de Moura quem pesquisou e descobriu que os corpos animados ou inanimados são circundados por halos de energia luminosa colorida invisíveis a olho nu.Documentos de 1907 comprovam essa descoberta e inclusive, ele chegou a fotografar tal efeito. 
Técnicos da Cientec (Fundação de Ciencias e Tecnologia do Estado do Rio Grande do SUl) reconstruíram recentemenet um dos aparelhos patenteados nos Estados Unidos por Padre Landell, o "Transmissor de Ondas" exposto atualmente na FEPLAN (Fundação Educacional Padre Landell de Moura) em Porto Alegre. O transmissor atinge uma faixa de rádio freqüências e é captado, em F.M.(Freqüência Modulada), limitações à parte, o aparelho funciona e é uma prova incontestável do talento do Padre Landell, pioneiro das transmissões sem fio, o precursor da Radio Comunicação e da própria Televisão, descobridor das Ondas Landeleanas, e de tantas e tantas outras descobertas notáveis.
No Brasil, um dos países pioneiros  na radiodifusão comercial, a transmissão radiofônica inicio na cidade do Rio de Janeiro, no dia 7 de setembro de 1922, comemoração do centenário da Independência do Brasil, transmitindo o discurso do Presidente Epitácio Pessoa. A primeira estação de rádio, "Rádio Sociedade Rio de Janeiro" foi fundada em abril de 1923 por Edgard Roquete Pinto, o qual manifestou, emocionado, o sucesso do novo invento:
"Todos os lares espalhados pelo imenso território brasileiro receberão, livremente, o conforto moral da ciência e da arte. A Paz será realidade entre as nações. Tudo isso há de ser o milagre das ondas misteriosas que transportarão no espaço, silenciosamente, as harmonias".
Antes que a radiodifusão sonora tivesse alcançado níveis de desenvolvimento completo, em 1930 o mundo adentrava na "era da televisão".
No Brasil, Assis Chateaubriand, foi o responsável pelo inicio das tranmissões televisivas, construindo redes de jornais e emissoras de rádio, espalhadas pelo Brasil e determinou a importação dos primeiros equipamentos de geração de TV, destinados a implantar duas emissoras no ano de 1950. No dia 18 de setembro de 1950 era inaugurada em São Paulo, a primeira estação de Televisão brasileira: PRF-3TV.
A Internet é uma rede mundial de computadores, não pertence a nenhum governo e nenhuma empresa é detentora de sua propriedade. Surgiu nos Estados Unidos na década de 60, para satisfazer a necessidade militar do governo amerecano de defender o país em caso ataques terroristas e nucleares. Em 1975 foram executadas as primeira conexões internacionais. Surgiu então a expressão ciberespaço, que entre outras definições, comumente significa espaço virtual e sem fronteiras.
Atualmente a Internet é maior e mais rápida rede mundial de comunicação, interliga computadores de grande, médio e pequeno porte, uma variedade de dispositivos portáteis, celulares, tablets, notebooks, Iphones e uma número infinito de pessoas com interesses em negócios, pesquisa, marketing, lazer, comunicação, turismo, propaganda, cultura e tantas outras áreas de interesse quanto se possa imaginar. No Brasil, segundo o provedor de serviços UOL em pesquisa realizada recentemente, os usuários da Internet se aproximam de 85 milhões de pessoas, ou seja, a comunidade virtual é a maior cidade do nosso País. Devido aos custo de acesso estarem cada vez menores e as facilidades cada vez maiores, esses números continuam crescendo aceleradamente, estando em cada lar que disponha de uma linha telefônica fixa ou de celular e um microcomputador ou dispositivo portátil móvel.
É possível ouvir rádio, assistir TV, ler livros, jornais, revistas, interagir em tempo real, participando efetivamente, enviando sugestões, opiniões, cartas, telefonemas, reunindo grupos afins, participando de palestras, conversando com pessoas distantes.
A Internet possibilita que os próprios usuários implementem novos recursos e novas aplicações e, entre eles, muitos espíritas se mostram determinados a divulgar a Doutrina o Espiritismo.
Atualmente é impossível determinar o número de páginas espíritas e estão presentes em quase todos os países. É evidente que o veículo é um instrumento potencial real na difusão das idéias Espíritas, mas desde que o conteúdo, as mensagens, comentários e assuntos sobre a ótica de Kardec, atendam os princípios éticos e morais da Doutrina. As atividades espíritas na Internet são vastas, e envolvem a divulgação da Doutrina Espírita, estudo e esclarecimento doutrinário, estudos programados (cursos), palestras virtuais, reuniões virtuais, auxílio fraterno e apoio moral, vibrações e tratamento de desobsessão, orações com fundo musical, livros Espíritas virtuais, boletins e jornais eletrônicos, programa de rádio e televisão, criação de laços de amizade, entre outros.
Hoje em dia, estamos ligados ao mundo em apenas um clique, cada um de nós, "linkado" no ciberespaço, e podemos contribuir para o progresso tecnológico, moral e espiritual da humanidade, para que ele se desenvolva de forma correta e salúbre, levando em consideração as palavras de Cairbar Schutel:
"A difusão espírita é justamente o esforço no qual todos os homens de boa vontade devem estar engajados".
A comunicação é a responsável pela divulgação das idéias, é ela que registra a história, que conta e sempre contará os acontecimentos e pode se transformar no que cada pessoa quiser que ela seja. É necessário por isso, que a divulgação seja responsável e fidedigna à Doutrina dos Espíritos, seja ela feita através de qualquer meio de comunicação possível.
Segundo Léon Denis:
"O Espiritismo será o que o fizerem os homens."
Desta forma, somos nós os responsáveis por manter com fidelidade os verdadeiros objetivos do Espiritismo, estando atentos ao conteúdo que divulgamos, analisando cada uma das informações que chegarem a nós. Mas sempre há necessidade de deixar de lado o ceticismo e seguir as orientações do codificador, para que possamos nos manter atualizados, abertos as novas descobertas e verdades:
“Quando a ciência demonstrar que o espiritismo estiver errado em um ponto, ele se modificará neste ponto” - Allan Kardec
As palavra do codificador são claras, mesmo que para o Espiritismo não haja necessidade de se modificar, há ainda a necessidade de se atualizar, pois na época da Codificação, muitos dos conceitos foram formulados sem levarem em consideração os termos apropriados e que agora estão disponíveis à nós. A modificação aconselhada por Allan Kardec não se limita apenas à possíveis enganos, mas quanto ao progresso, no qual ele, como bom usuário da lógica, fazia em relação à humanidade. Ora, em pouco mais de cento e cinquenta anos, as ciencias trouxeram a luz, muitos dos conceitos que ele formulou, por que não usá-las corretamente para divulgar o Espiritismo?
Essa é a nossa missão, divulgar, esclarecer e atualizar o Espiritismo, sem deformar o conteúdo doutrinário, fazendo uso dos meios de comunicação, com as facilidades que temos nos dias de hoje, conforme Divaldo, “em termos claros e para toda a gente, quando foram ditos sob formas alegóricas.”


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...