03 março 2012

Espiritismo e Internet: Um pequeno Alerta

E. R. Mierlo
A Internet, hoje em dia o veículo mais rápido e o mais usado para a comunicação é de fato a melhor ferramenta de pesquisa e de divulgação que se pode ter nas mãos.
Dessa forma é necessário filtrar as diversas informações que recebemos e lançar na rede mundial matérias e opiniões responsáveis e fidedignas.
É fácil criar um blog, um site e com um pouco mais de conhecimento um fórum, existem ferramentas que possibilitam isto, de maneira fácil e objetiva, como o Blogger, Wordexpress, HPG, Vila Bol e outros tantos e, para criar sites basta que se tenha um pouco de conhecimento, registrar um domínio e hospedar em um servidor. Portanto, qualquer pessoa pode se aventurar pela Internet e distribuir informações segundo a sua vontade, formação e pensamento.
O Espiritismo não poderia deixar de trilhar por este caminho e uma pequena pesquisa no Google, com a palavra "espiritismo", nos remete a milhares de resultados, sites de Casas Espíritas, de Federações Espíritas, Uniões Municipais, e como não poderia deixar de ser, sites e blogs espíritas pessoais.
É necessário, avaliar entre estes milhares de resultados da busca, as melhores fontes, as verdadeiras páginas espíritas e analisar as opiniões e matérias que nos bombardeiam, se são de fato, fiéis à doutrina, mas como fazer isso?
Primeiramente devemos saber distinguir as palavras Espiritismo de Espiritualismo, isto é:
- Espiritualismo: Todas as doutrinas que tem por base a existência da alma e de Deus.
- Espiritismo: É a palavra criada por Allan Kardec para designar a doutrina por ele codificada, quando lançou na França "O Livro dos Espíritos" no ano de 1857.
Dessa forma podemos dizer que o Espiritismo é uma religião espiritualista, mas nenhuma outra religião espiritualista é Espírita.
Outro termo muito usado no Brasil é Kardecismo, e muito freqüentemente Espírita Kardecista. É necessário dizer que Espírita por si só é um Kardecista, pois ambas as definições se referem ao Espiritismo. Portanto, dizer que se é Espírita Kardecista é uma redundância.
No Brasil, em face das diversas religiões que adotam a mediunidade como uma de suas práticas, a definição Espírita Kardecista tomou largo emprego, para diferenciar o Espíritas "autênticos" de outras religiões e doutrinas que usam o termo Espírita para nomear as suas instituições e desta forma, vemos muitas Terreiras Espíritas e muitos Centros Espíritas de Umbanda entre outros.
Em segundo lugar, para diferenciar um site espírita é analisar o seu conteúdo, se está de acordo com os ensinamentos da Doutrina. Um site espírita de forma alguma ira incentivar o uso de paramentos religiosos, mistificar, aconselhar formas de cultos, designar objetos como sagrados, adotar seres sobre-naturais para proteção; cultuar imagens, pedras e outros objetos, ensinar sinais, pontos, e tantas outras atitudes que são adotadas para evocar, aproximar ou afastar espíritos. Todo o site espírita, ao abordar este tipo de assunto, deve esclarecer aos seus leitores, a razão pela qual este tipo de matéria foi publicado, seja para ilustrar, seja para fonte de pesquisa, etc.
Em outro momento, necessário é, analisar o conteúdo do site, se não há contradições, se as matérias publicadas não se antagonizam, se as fontes atribuídas pelo site são fidedignas e se o conteúdo do site é abordado na ótica da Doutrina Espírita, conforme as Obras Básicas: O Livro dos Espíritos, O Evangelho Segundo o Espiritismo (principalmente), O Livro dos Médiuns, A Gênese e O Céu e o Inferno.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...